Beco Diagonal ― do seu jeito sempre
Mais do que um evento, uma experiência.


Então você está em casa, é apenas mais um domingo de sol, nada de muito novo acontecendo, nada que diga que este dia terá qualquer diferença de todos os outros tantos domingo. Talvez, se quiser ser ainda mais exata, deva dizer que naquele tarde eu assistia a um episódio da terceira temporada de The Tuddors, um seriado que se passa na época medieval e acabou na década passada. E então o telefone celular toca: atender ou não atender na preguiça de domingo? No fim atendi. Ainda bem, do outro lado da linha uma voz conhecida larga a piadinha:

- Você está sendo convidada para assistir a premier de Harry Potter, no Morro da Urca.

Sabe aquele momento perfeitamente ?ahã, Claudia, senta lá?? Pois é. Minha resposta foi levando aquela história como piada. Até parece que eu estaria lá, até parece que a tão desejada premier do ultimo filme da saga seria uma realidade! Na verdade eu nem sequer podia chamar de sonho, estava tão distante, tão improvável, que eu me considerava a pessoa mais feliz do mundo por ter meus ingressos já comprados para o lugar que ?todo mundo ia?. Pois bem, a sorte é que não era brincadeira, e que aqui começa realmente está história.

Peço licença para passar por cima de questões envolvendo organização de agenda ou escolha de cosplay. No meu caso, e acho que falo pelo T.Moody, pela Nine Skywalker e pelo Pedro Granger, nunca houve outro cosplay possível. Era o evento definitivo, o filme final, da grande saga. Alguns chamam de ?o fim oficial da infância?, eu prefiro chamar de algo um pouco maior. Senhoras e senhores, vivemos os primeiros dias da era dP, depois de Potter. Mas não chegamos lá ainda. A história ainda está no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, de onde 75% dos personagens desta saga lançam sua viagem.

Como os três personagens principais devíamos todos nos apresentar ali, talvez não em King?s Cross e definitivamente não na plataforma 9 ¾, mas na nossa versão do Expresso de Hogwarts. Eu tive sorte: meu avião decolou pontualmente, outros tiveram que lidar com algumas horas de atraso. Mas qual grande história não tem seus contratempos? Ainda usávamos roupas trouxas quando pousamos na Cidade Maravilhosa e ainda demorou algum tempo para a magia realmente tomar o ar. Mas, quando as primeiras luzes artificiais começaram a iluminar o famoso ponto turístico carioca, algumas dezenas de bruxos e bruxas puderam finalmente vestir suas roupas e ganhar as ruas.

O Pão de Açúcar, para quem tem o prazer de conhecê-lo, é um local onde normalmente há bastante movimentação e filas. Mas, naquela gloriosa noite, não apenas estavam lá turistas, estavam diversos alunos de Hogwarts, uma infinidade de Harry Potters, Hermiones, Rons, diversos comensais, uma legião de Tonks e tantos Dracos que, segundo se diz, até o verdadeiro deu as caras. Havia também algumas figuras diferentes: Olho Tonto deu entrevistas sem medo de revelar o mundo bruxo, Dumbledore ficou muito pouco atrás neste quesito. Molly Weasley e a aluna de Durmstrang não tiveram suas roupas tão bem entendidas pelos trouxas, mas tudo bem, faz parte.

O evento começou com a entrada no bondinho. Ali, do ponto onde estávamos, a fila não demorou muito, e a Luna foi ovacionada pela platéia ao passar por aqueles que não tiveram a mesma alegria de poder entrar, mas que, da sua forma estavam participando também. A subida em si foi outro momento de pura magia, aos gritos e devidamente caracterizados, os diversos fãs lotaram o local, e a única luz que se via lá dentro era dos flashes das maquinas fotográficas. E, ao chegar, cada lugar parecia pedir mais uma foto.

Visto do alto do Morro da Urca, e com as luzes da cidade acesas, o Rio de Janeiro fica ainda mais lindo. Mas quem mesmo prestou atenção nisso? A vegetação do local ganhou contornos de Floresta Proibida, com uma iluminação especial e com efeitos de fumaça. Se os olhos fossem desviados da Floresta Proibida, logo cairiam sobre uma infinidade de pôsteres e materiais promocionais de Harry, Ron, Mione, Voldemort, Bellatrix e Snape. Isso sem falar, é claro, no grande astro da festa: se nos pôsteres havia pouca atenção a Draco Malfoy, o mesmo não poderia ser dito de Tom Felton.

Como um astro de cinema idolatrado, ao entrar na passarela organizada para este fim, o interprete do Draco foi ovacionado por todos os participantes. Não importava a idade, afinal, o garoto de 11 anos ao meu lado queria ir pra Hogwarts e esperava tanto a coruja que traria sua carta de ingresso quanto a chance de poder falar com o Tom Felton. Logo atrás dele, na casa dos quarenta e tanto anos, a mãe do garoto. Ela o tornou fã, começou a ler Harry Potter quando ele tinha 7 anos, e adivinha quem era o personagem favorito dela? Draco Malfoy. Esta conversa toda se deu entre gritos e empurrões por todos os lados, porque Tom Felton estava cada vez mais perto.

E, com uma atenção aos fãs que não é comum as estrelas de cinema, lá foi o Tom, um por um autografando e tirando fotos com aqueles que estavam mais perto do seu caminho. A grande notícia é que o Beco Diagonal conseguiu (via Jade, a namorada de Felton), entregar para o Tom o jornalzinho que fizemos para ele! E, mesmo que não tenha conseguido o autografo (nem o garotinho ao meu lado ou sua mãe), as pessoas que o conseguiram gritavam extasiadas, como se isso fosse a própria vitória de Potter sobre Voldermort.

Autógrafos dados, lá foi todo mundo correndo pro auditório, e lá foi o Tom, todo simpático, responder a perguntas de três fãs sortudos. Desta vez foi sorte mesmo: foi feito um sorteio pra ver o que ele responderia. Destaque deste momento ficou por conta da Jade, que apontou um menino que era a cara do Harry Potter, incluindo até um cosplay de Grifnória perfeito, e lá foi ele, brincar de Harry X Draco. E falando em sósias, o Bruno de Lucca, apresentador do evento, catou na platéia um menino mais parecido com Draco que o próprio Tom, e que foi ao palco tirar uma foto com o original. Outra coisa legal foi a emoção do pessoal que era sorteado, todos tremiam muito e todos ganharam, no final, um abraço simpático de Tom.

Terminado o show de simpatia do Felton, chegou a hora que realmente todos esperavam. Já nos primeiros segundos, aquele arrepio sobe pela espinha: é definitivo. É o fim de tudo. Contar mais sobre isso seria quase entregar os detalhes do filme, que de longe é o melhor da série. Mas cabe ressaltar que as quase trezentas pessoas que estavam naquele auditório pareciam ensaiadas, porque os gritos, gargalhadas e torcidas eram um uníssono. E o mesmo pode ser dito das lagrimas, ali éramos todos fãs. Os fãs do sentido mais abrangente da palavra, aqueles que estavam na fila desde as 18h, para o filme que passou as 22h, que viajaram de vários lugares do país, que sempre amaram a série e a conheciam nos mínimos detalhes. Éramos todos fãs, vivendo aquela emoção juntos.

Na saída, deixemos de lado qualquer problema com a organização, nada podia estragar a festa. E foi neste espírito que o Pedro Granger (também conhecido como Dumbledore) se abaixou ao lado do lixo e catou um por um os nossos ingressos. Dizem também que certos cartazes de lona foram retirados por Olho Tonto, Dumbledore e uma aluna de Durmstrang, mas isso deve ser apenas intriga, porque ninguém realmente viu...

Acredito, por fim, que cada pessoa que riu, chorou ou gritou vendo aquele filme viveu uma emoção única. A idéia dos organizadores era um evento, mas o que nos foi brindado foi uma experiência completa. Ao fim do filme, não era o fim de tudo. Era o começo, o começo de algo maior e único. Talvez não haja mais filmes, talvez não haja mais livros. Mas aquilo que se criou com Harry Potter jamais será perdido, e se estamos aqui hoje, devemos um muito obrigado a J.K. Rowling. E, meus amigos, é preciso buscar novas paixões, sabendo que Harry Potter (não necessariamente o personagem, mas sim o universo) estará para sempre nas nossas lembranças, como a experiência que nós quatro tivemos a chance de viver da forma mais mágica possível.

Senhoras e senhores, sejam bem vindos a era pós-Harry Potter.


  • Foto de perfil genérico Moquinha Krum

    Em 21/07/2011


5190 visualizações desde 21/07/2011